Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Revalidação’

Imagen

Estudar no exterior é uma experiência maravilhosa, porém antes de embarcar nessa aventura é importante saber que há um longo camiho para revalidar seu diploma no Brasil. Abaixo deixo um roteiro básico, com base na minha experiência.

Antes de iniciar o curso no exterior, é importante saber que:

1-O diploma expedido no exterior não tem valor no Brasil, caso você queira prestar concursos que exijam o título obtido no exterior  o mesmo é válido para ganhar a RT(retribuição por titulação) nos orgãos públicos. Tem que Revalidar seu diploma numa Universidade Pública do Brasil.

2- A escolha da Universidade para revalidação vai depender da linha de pesquisa do seu trabalho, pois antes de você dar entrada no prcesso, deve verificar se o programa de mestrado ou doutorado possui a mesma linha de pesquisa do seu trabalho.

3- Cada Universidade possui suas regras que variam desde do valor das taxas até a quantidade de documentação exigida. Eu paguei um valor razoável (700,00 no total), mas verifiquei que tem universidades que chegam a cobrar 1300 reais. A documentação também foi bem tranquila, o único inconveniente foi a autenticação das cópias do diploma e do hostório, tive que rodar alguns cartórios e nada!! Por sorte entrei num cartório que autenticou! Ufaaa!!Chegando na Universidade, a funcionária me disse que poderia carimbar o “confere com o original”. Guarde todos os documentos que provem o tempo que ficou no exterior, verifiquei que em algunas universidades pedem passaporte e outros documentos que provem o período que esteve no país.

Já terminei o curso e estou com o diploma em mãos,  e agora?

1- Reconhecer assinatura das pessoas da universidade que assinaram o diploma;

2- Legalizar no ministério da justiça, quando o diploma é um título oficial (nome do Rei), o procedimento é feito no ministério de educação;

3- Ir ao Ministério de Relações Exteriores;

4- Ir a Embaixada do Brasil:

5- Iniciar o processo na Universidade.

Algumas pessoas me perguntaram quanto tempo levei, eu defendi em setembro de 2012 e peguei o título revalidado em janeiro de 2014. Eu demorei muitoooo, pois já não morava mais na Espanha, atualmente moro há 6 horas do Rio de Janeiro e  trabalho muito! Caso a pessoa tenha tempo e dinheiro, vai conseguir bem mais rápido. O segredo é não ter pressa, se organizar financeiramente e seguir as regras determinadas pelos orgãos que irá tramitar.

Read Full Post »

Foi no computador da sala dos professores que li o seguinte email:

Prezado(a) Senhor(a),

Informamos que o seu processo de revalidação foi aprovado.
Para efetivação do registro, favor se dirigir ao Prédio da Reitoria, sala 802 B, Cidade Universitária, Ilha do Fundão, no horário de 11h às 15h de Segunda a Sexta, munido do seu diploma original, a ser revalidado, com o Visto do Consulado Brasileiro (França e Argentina estão isentos deste visto) e o comprovante do pagamento da taxa de registro. Segue abaixo os dados para pagamento da taxa de registro:

No Banco do Brasil, fazer uma Transferência para conta única do tesouro, no valor R$ 350,00, o código identificador a ser informado é: 15 31 15 15 23 62 88 30-6 e o outro identificador é o numero do seu CPF.

O referido registro é feito pela Divisão de Diplomas, que estima um prazo de 30 dias para a retirada.
Maiores esclarecimentos podem ser obtidos pelo telefone 2598-1715 (Falar com Elisabete) de Segunda à Sexta das 11h às 15h.

A emoção foi enormeeee, chorando como criança, liguei para minha amiga e mãe para contar a novidade!!! A diretora da escola foi a terceira a saber….

Recebi o e-mail no dia 28 de novembro e no início de dezembro já estava na reitoria para deixar o original. Retornei no final dia 30 de janeiro para pegar o diploma revalidado

Oficialmente já pude me considerar MESTRA em Letras Neolatinas!!! Com isso para ganhar uns trocados a mais no contracheque e alguns pontos nos concursos públicos que virão…..ufaaa!!!

IMG_31232338944665

IMG_31221076017222

Read Full Post »

IMG_94525789903214

Resolvido todos trâmites na Espanha no prazo estipulado, me organizei para dar completar na revalidação no Brasil. Escolhi a UFRJ, universidade que me formei e pude verificar a mesma linha de pesquisa do meu trabalho. Demorei bastante para dar entrada, pois estava no meio do processo do concurso para o IFMG, tinha que repor as aulas que deixei de dar durante o período que fiquei fora para prestar o concurso e resolvendo os trâmites na Espanha.

Toda a informação eu obtive aqui!! Juntei a papelada, fiz o pagamento da taxa de 350,00 reais e dei entrada no processo. Ganhei um protocolo que pude acompanhar o andamento do processo pela internet. Dei entrada no início de outubro e O prazo estipulado para dar a resposta foi de 4 meses.

Aproveitei minha ida a faculdade para relembrar os doces momentos que vivenciei naquele espaco!! Quantas recordações maravilhosas!!

A sorte estava lancada!! Na época me esperava aguardar…

Read Full Post »

Faz tempo venho ensaiando para escrever esse post, além de deixar registrado essa importante conquista acadêmica, tive muita dificuldade de encontrar informações a respeito, principalmente porque no meu caso eu não tinha como objetivo convalidar um master realizado na Espanha. Como já contei anteriormente, eu fui direto para o doutorado, possibilidade que já não existe mais. Agora para cursar doutorado na Espanha, obrigatorialmente deve cursar (e gastar um bom dinheiro) o Master. Desde que entrei no doutorado a dinámica dos cursos de Pós-graduação mudaram bastante!!!

De forma bem resumida, o programa de doutorado consite em 3 estapas e com a seguinte fórmula:

Período de Docência + Período de Investigação + TESE = Título de DOUTOR

A matemática para se chegar ao resultado é bem simples, mas cada etapa tem sua dificuldade e chegar ao resultado final…nossaa!! Sonho com isso quase todos os dias!! Depois quero escrever com calma como funcionou, no meu caso, cada etapa.

Como eu contei aquí, ao terminar a defesa eu já estava consciente que teria que voltar ao Brasil, com isso deveria me preocupar em revalidar o estudo que tinha feito até então….o primeiro que fiz foi pedir o Diploma de estudios Avanzados (DEA) e pagar uns 100 euros na secretaria…e foi o que fiz em novembro de 2012, logo após de ser aprovada na Prueba de Suficiencia Investigadora.

O documento ficou pronto em 4 meses mais ou menos, enquanto isso fui buscando as informações corretas para legalizá-lo antes de trazê-lo ao Basil para dar entrada na revalidação da Universidade.

IMG_20140518_243240772
Já com o documento em mãos, pedi que Juan iniciasse a burocrática jornada dos trâmites…ele levou o diploma ao notário (indicado pela universidade) de Salamanca para reconhecer as assinaturas, sei que ele pagou uns 16 euros e teve que deixar lá uns dois días, eu acho! Como foi ele que fez não guardei bem e não faço ideia em que parte de Salamanca está o notário. Pela foto dá para ver que foi feito em 12 abril.

No Brasil estava vigiando a melhor época para ir a Madrid para dar continuidade ao processo, antes de comprar a passagem e reservar hotel tinha que aguardar: A chegada do diploma pelos correios, agendamento no Ministério de Relações exteriores e estudar direitinho a dinâmica de ir ao Ministério de Justicia e finalmente ao consulado brasileiro. Ufaaa!! Só de relembrar fico cansada e confusa. Na época já estava trabalhando em 3 lugares (Faculdade, Estado e IFF) e estava no meio do processo de um concurso para efetivo do IFMG, tinha passado para a segunda fase e estava aguardando o dia da prova de desempenho didático e entrega de títulos.

Resolvido tudo isso, viajei em junho para ficar uma semana na Espanha com planos de ficar dois días em Madrid e os demais com o namorado em Béjar. Com ajuda de uma amiga, reservei um hotel muito céntrico e já tinha o passo a passo dos dois días que ficaria em Madrid. Passei um apertooo muito grande pois depois que tinha o hotel e as passagens compradas não consegui o agendamento no dia que queria no MRE. Juan teve a brilhante ideia de mandar um e-mail para eles explicando toda minha situação e no final deu tudo certo, como eu agendei para o dia seguinte, o funcionário que me respondeu pediu que eu imprimisse a resposta dele, autorizando a minha entrada no dia que não estava previsto. Passado o susto, arrumei as malas e fui de dedinhos cruzados para nada dar errado!!

Resumindo como foi nos dois dias em Madrid:

Dia 1: 10/06/2013

Ministério de Educación: peguei a senha e ao ser atendida, o funcionário me disse que como o título não era oficial eu deveria ir ao ministerio de Justicia, sentiu o meu drama???? Naquele dia entendi a diferença de título próprio e título oficial aqui na Espanha, título oficial tem que ter a menção ao Rei, sim o Rei da Espanha e o meu diploma é um título próprio da Universidade de Salamanca. Para minha sorte, o ministerio de justicia não estava longe, fui andando e chegando lá, peguei uma senha e aguardei muito pouco para ser atendida!!Como tinha que ir ao MRE umas horas mais tarde, deu tempo de sobra!!

Ministerio de Relación exteriores( MRE) Marquem a cita com muita antecedência e fique de olho pois na minha época davam poucos números por dia, não sei como está agora.

MRE

Dia 2: 11/06/2013

Madruguei no Consulado pois não faz agendamento prévio e só atendem uma quantidade X de pessoas para cada trâmite. A fila estava pequena e como cheguei cedo, tive a oportunidade de conhecer algumas histórias de brasileiros que moram ou pretendem morar na Espanha.

Depois de feito tudo isso, respirei fundo, me lembro que fiquei admirando uma praça que fica localizada em frente do prédio do consulado e agradeci muito!! Agora era comemorar em Salamanca e descansar uns dias antes de voltar ao Brasil.

Me lembro que na época sabia TODOS os endereços e preços na memoria, eu pesquisei MUITOOO!!!! Já me lembro bem pouco, mas só verificar na internet os endereços, regras e os horários de atendimento de cada lugar, muito restritos por sinal!!

Read Full Post »

En la luna de Babel

Blog sobre lenguas y traducción

FERIADO PESSOAL

BLOG DE VIAGENS

AO PRINCIPIANTE

por Lorena Leandro